sexta-feira, 19 de novembro de 2010

meu grito inspirado no "cronicamente inviável"

são tantos esforços e dinheiro gastos para a criação de lixeiras de reciclagem em SP, que bonita é esta ação que todos se movem para jogar lixo no lixo certo.

são tantos esforços e dinheiro investidos em postos de inspeção veicular para medir a poluição dos veículos, aprovar, reprovar e multar carros que poluem a nossa bela cidade de SP, como é bonito.

são muitos os esforços para conscientizar a população de SP economizar água, luz...

mas até hoje eu nunca vi tanto esforço, tempo e dinheiro sair do governo de SP assim para conscientizar, construir, ajudar a tirar as pessoas das ruas e das drogas. Ou para tirar o povo do esgoto e da favela.

seria muito mais bonito se oferecessem clínicas gratuitas para a recuperação dos drogados das "cracolândias", que literalmente "sujam e enojam" a nossa cidade, a ver tantos postos de inspeção veicular construídos com profissionais capacitados para isso.

se estes investimentos são possíveis em tempo rápido, por que não pensar no homem primeiro? pensar no clima, na natureza é pensar no homem, mas o que vem primeiro?

preferia ver muita fumaça preta, muito lixo esparramado, desordem no trânsito, a ver o ser humano, nosso igual, pior que o lixo bonitinho separado em baixo das pontes de SP. E o que é pior, comendo lixo da lixeira não reciclável. Deitado no chão sujo dos óleos dos carros.

Parece até que estão mais preocupados com o óleo no chão que o carro solta, do que com o homem que dorme nele...

Um comentário:

  1. Que tal se o homem e o seu entorno evoluissem junto? Eu sou partidária de cuidar do meio primeiro, já que este foi destruído pelo segundo, o homem. Dependemos do meio para nossa evolução e este de nós para se manter, é um simbiose e um acaba se refletindo no outro. Pra salvar o homem não adianta só tratamento fisico, mas espiritual, que é o amor que damos uns aos outros. Sem amor, o homem volta à solidão, ao vício e à sarjeta.

    ResponderExcluir